+55 (51) 3228-1661 Ouvidoria: 0800 6431661
22/09/2101

Regulação é o principal desafio para o avanço do mercado de seguros

10/11/2017

Urbim, uma vida dedicada ao Mercado Segurador

30/10/2017

Eventos marcam os 500 anos da Reforma Luterana em Porto Alegre e Santa Rosa

30/10/2017

Troféu JRS - 15 anos

19/10/2017

Dia Mundial de Combate ao Câncer de Mama

02/10/2017

Destaques do Mercado de Seguros de Vida e Previdência

22/09/2017

Susep vai regulamentar seguro funeral

22/09/2017

Especialista em educação financeira dá dicas para quem deseja se aposentar

22/09/2017

Governo quer clareza de informações na era digital

22/09/2017

Blockchain: ameaça ou oportunidade no mercado de seguros?

21/09/2017

Setor de seguros supera R$ 1 tri e pode trazer novo ciclo, afirma presidente da CNseg

19/09/2017

José Cairoli, governador do RS em exercício, prestigia ação do Grupo Aspecir, no Acampamento Farroupilha

11/09/2017

Produção de seguros sobe 0,6% até junho em termos homólogos - ASF

04/09/2017

Troca de previdência privada ganha força com reforma na aposentadoria

29/08/2017

O mercado está pronto para absorver seguros?

29/08/2017

Sincor-SP ressalta importância dos seguros de vida e previdência para população e o mercado

29/08/2017

Pansera: Corretor, chegou a hora do recadastramento

29/08/2017

Brasília: um mercado de oportunidades para o ramo de seguros

26/07/2017

Mudanças no mercado alteram rotina dos corretores de seguros

26/07/2017

Governo prepara PDV e tudo para você ler antes de a Bolsa abrir

26/07/2017

Governo prepara PDV e tudo para você ler antes de a Bolsa abrir

Aplicações em previdência privada aberta cresceram 12,64% em maio


13/07/2016
Novas contribuições acumularam R$ 9,8 bi no período. Saldo positivo da captação líquida foi de R$ 5,4 bi
Os aportes a planos abertos de caráter previdenciário (que incluem os PGBLs e os VGBLs) somaram R$ 9,8 bilhões em maio, registrando crescimento de 12,64% frente ao mesmo mês do ano anterior, quando os aportes foram de R$ 8,8 bilhões. A captação líquida (diferença entre depósitos e resgates) no mês foi positiva em R$ 5,4 bilhões, em comparação à captação líquida de R$ 5 bilhões de maio de 2015. Os dados são da FenaPrevi, que representa 70 seguradoras e entidades abertas de previdência complementar no país.

Os dados do balanço mostram também que o sistema registrou em maio 84.160 pessoas já usufruindo benefícios (aposentadorias, pecúlios, por morte e por invalidez, e pensões, por morte e por invalidez) pagos por planos abertos de caráter previdenciário.
No mês, foram contabilizadas 12.431.124 pessoas com planos contratados. Do total, 9.356.137 são pessoas com planos individuais (já computados os planos para menores) e 3.074.987 pessoas com planos empresariais.

Resultado por tipo de plano (Individual, Menor e Empresarial)
Os planos individuais foram os que mais receberam recursos em maio. No total, foram investidos R$ 9 bilhões. Do volume de contribuições aos planos individuais, R$ 163,5 milhões foram investimentos em planos para menores. Os recursos destinados a planos empresariais, por sua vez, totalizaram R$ 767,9 milhões em contribuições em maio de 2016.
Na análise por modalidade de plano, o VGBL (indicado para quem não tem como se beneficiar da dedutibilidade fiscal prevista no formulário completo de I.R.P.F.), recebeu contribuições de R$ 9 bilhões em maio.
O PGBL (modalidade de plano indicada para quem tem como se beneficiar da dedutibilidade prevista no formulário completo de I.R.P.F.) registrou R$ 669 milhões. Os planos tradicionais de acumulação registraram R$ 65,6 milhões.

Resultado no acumulado de Janeiro a Maio
No acumulado os aportes aos planos somaram R$ 40,3 bilhões, 10,7% superior na comparação com os R$ 36,4 bilhões somados de janeiro a maio de 2015. A captação líquida no período foi positiva em R$ 18,3 bilhões (+1,67%), em comparação à captação líquida de R$ 18 bilhões registrada no mesmo período do ano anterior.
Os planos individuais foram os que mais receberam recursos no período. No total, foram investidos R$ 36,9 bilhões. Do volume de contribuições aos planos individuais, R$ 792,6 milhões foram investimentos em planos para menores. Já os recursos destinados a planos empresariais somaram R$ 3,4 bilhões em contribuições.
Na análise por modalidade de plano, o VGBL o recebeu contribuições de R$ 36,8 bilhões. Já o PGBL registrou R$ 3,1 bilhões. Os planos tradicionais de acumulação, por sua vez, registraram R$ 333,1 milhões de janeiro a maio de 2016.

Fonte: Cnseg
logotipo zepol